Como tratar a disfunção erétil ?

O tema disfunção erétil vem recebendo uma maior atenção tanto nos meios de comunicação como na medicina, com várias inovações em relação a tratamentos inovadores.

Publicações sobre o comportamento sexual vem tomando uma grande proporção desde 1950 e só tem aumentado desde a descoberta dos métodos anticoncepcionais e da liberação sexual.

Assim como também o surgimento de medicações eficazes para disfunção erétil trouxe um grande impulso para essa questão.

Dessa forma disfunção erétil é caracterizada pela incapacidade de ter ou manter uma ereção suficiente para uma relação sexual satisfatória. Entretanto essa é uma entre várias disfunções sexuais masculina.

Estudos comprovam

Contudo, os estudos mostram que até 52% dos pacientes que sofrem com essa doença tem entre 40 e 70 anos,outro ponto importante é que a impotência sexual .

Muitas vezes está associada a outras doenças, por isso fique sempre atento aos efeitos colaterais, podendo a disfunção erétil ser apenas uma sintoma de uma doença mais grave.

Todavia a disfunção erétil deve ser entendida como uma consequência natural do envelhecimento e podem ser apontadas como prováveis causas do baixo índice de procura de auxílio médico.

Ademais esses índices têm aumentado bastante nos últimos anos, porém poderia ser muito maior.  

A procura por ajuda médica deve se dar não apenas com o intuito de melhorar as qualidade da vida sexual.

Mas sim porque algumas doenças possuem como sintoma a disfunção erétil como principal sintoma.

Ou seja, homens que apresentam dificuldades de ereção podem ter alterações nas artérias coronárias capazes de evoluir para infarto ou isquemia cardíacas.

Causas da disfunção erétil 

Sendo a disfunção erétil uma doença multifatorial ela pode ser resultado de várias doenças, como por exemplo diabetes, colesterol elevado,hipertensão arterial, ao tabagismo e obesidade.

Outro sim, podem estar associada também ao fator psicológico e a algumas medicações afetando diretamente o desempenho sexual do homem.

Tabagismo aumenta em 85% o risco de impotência sexual

Os danos causados pelo cigarro à saúde já são incontáveis, entretanto podemos citar alguns como doenças cardiovasculares – entre elas o risco de infarto, câncer no pulmão, na laringe e na boca são algumas doenças, resultados comuns do tabagismo.

Porém,  um dos grandes problemas causados pode ele é a impotência sexual.

Nos homens, esse aumento acarretado pelo tabagismo chega a 85%.

Contudo outro aspecto importante é a relação estabelecida entre a disfunção erétil e a deficiência androgênica do envelhecimento masculino, mais conhecida como “Andropausa”.

Nos homens, a função de produção de testosterona pelos testículos declina progressivamente com o avanço da idade.

Além de causar diminuição do desejo sexual e de afetar a ereção, o déficit hormonal pode causar outras alterações, como osteoporose, alterações de memória, depressão e fraqueza muscular.

One thought on “Como tratar a disfunção erétil ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *